Feng Shui: a técnica chinesa para melhorar o ambiente da sua cozinha

Você sabia que é possível harmonizar as energias da sua casa a partir da disposição dos móveis no ambiente? Essa é justamente a proposta do Feng Shui. O ex-almirante da Marinha Americana Wiliam H McCraven, certa vez proferiu uma das frases mais relevantes da atualidade: “Quer mudar o mundo? Comece pela sua cama”. O ensinamento nesta frase é justamente de começar a transformação pelo lugar em que passamos a maior parte do tempo, a nossa casa. Quer mudar a sua vida para melhor? Então o Feng Shui é para você.

O que é o Feng Shui?

O Feng Shui é uma técnica japonesa amplamente difundida e que pode ser aplicada nas residências ou empresas. O objetivo é o seguinte: trabalhar áreas da vida como a carreira, família, amizades, relacionamentos amorosos, prosperidade e saúde a partir da transformação de energias negativas em positivas.

Na prática, a base do Feng Shui é o conceito de energia vital, conhecida como “chi”, presente nos imóveis e ambientes. Para equilibrar essas energias, a técnica milenar chinesa age na correta distribuição dos pontos de energia, no caso, os móveis e objetos.

Outro ponto fundamental para entender o Feng Shui é a profunda conexão com a natureza. Sabe quando você vai caminhar no parque e retorna renovado para a sua rotina durante o restante do dia? É possível criar essa mesma sensação de troca energética com a natureza dentro da sua casa. Incrível, né? Por isso é comum associar a técnica com iluminação natural, fontes de água e cristais energéticos.

A própria origem do termo “Feng Shui” está relacionada à natureza, significando vento-água, dois elementos imprescindíveis na aplicação da técnica. O Feng Shui é cada vez mais importante no resgate do laço com a mãe terra, visto que, na maioria das vezes, moramos em paisagens cinzas e com todos os já conhecidos malefícios da vida urbana.

Para começar a aplicar o Feng Shui, vamos focar em um dos ambientes mais importantes na perspectiva energética, a cozinha. É na cozinha que passamos um bom tempo cozinhando com carinho para nós e para quem amamos. Por isso, esse é um centro energético tão importante. Algumas dicas vão mudar completamente a vitalidade da casa e a relação entre os moradores e visitantes do local.

Os benefícios da técnica 

O Feng Shui é diferente das outras técnicas de decoração, pois o seu objetivo final não é o imóvel em si, mas sim a transformação do ambiente e a partir disso, a transformação das pessoas que convivem no local. Por isso, além da estética, os benefícios da técnica chinesa se estendem para os campos pessoais.

  • Equilibrar as relações afetivas, trazendo mais amor e afeto para o ambiente;
  • Transformar energias negativas em positivas, eliminando sensações nocivas ao entrar no ambiente;
  • Prover o ambiente ideal para a busca do sucesso profissional, garantindo mais produtividade e inteligência em decisões importantes;
  • Qualidade de vida como um todo, permitindo um sono equilibrado e dias em que aquela preguicinha tão prejudicial para os nossos resultados passa longe do corpo e mente.

A estética do ambiente também é favorecida com a aplicação do Feng Shui. Com a disposição harmônica dos móveis, os ambientes da sua residência ganham maior amplitude, acabando com aquela sensação sufocante de falta de espaço.

Motivos não faltam para aplicar o Feng Shui, na prática tudo o que você precisa para colocar esses benefícios dentro da sua rotina é uma boa orientação e disposição. Quanto a orientação, nós vamos te ajudar. Já a disposição, deixamos por sua conta.

Como harmonizar a cozinha com o Feng Shui?

A base do Feng Shui é o ba gua. O ba gua é um instrumento que divide os cômodos da casa e os relaciona com as áreas da nossa vida.  Junto com essas divisões, o ba-guá indica elementos naturais, cores e formas que trabalham na harmonização da energia.

A partir do ba gua formam-se os princípios da técnica. Na cozinha, alguns são fundamentais para atingir o objetivo desejado. Confira algumas dicas práticas para começar a aplicar o Feng Shui agora mesmo.

Mapa de Feng Shui

Nada de energia parada

Você é do tipo de pessoa acumuladora? Está na hora de mudar isso. O cômodo de mais prosperidade da casa precisa de espaço para a entrada e circulação de energia. Sendo assim, esse é o momento de desapegar daquilo que não é mais útil. Isso serve para futuras compras, adquira apenas aquilo que é necessário. É bom no Feng Shui e para o seu bolso.

Uma dica prática é começar pela geladeira. Jogue fora todos os alimentos estragados, que fazem mal energeticamente e fisiologicamente para a sua saúde. Também busque organizar os alimentos por validade, colocando aqueles que devem ser consumidos mais rapidamente na altura dos olhos. Depois disso, é hora de organizar a sua despensa. Sabe aquela panela que você ganhou há muitos anos, mas nunca encontrou utilidade? Está na hora de se desfazer.

Em sequência, preste atenção na disposição do fogão, o coração da cozinha. O segredo para organizar o fogão seguindo o Feng Shui é deixá-lo onde o cozinheiro consiga ter visão da porta. Porém, o fogão não deve ficar na mesma direção da porta.

O posicionamento do fogão com o cozinheiro dispondo a visão no fluxo de pessoas, evita posições de vulnerabilidade. Já deixar a linha da porta livre faz parte da estratégia de ganhar amplitude no cômodo, permitindo o fluxo contínuo de energia.

Outro segredo é evitar a proximidade da lixeira com os locais em que os alimentos são preparados. Busque posicionar a lixeira em um ponto oposto ao fogão e, se possível, opte por esse objeto em cores intensas, diminuindo a propagação da sua energia.

Então como organizar as refeições?

Desapegar de alguns itens dispensáveis na sua cozinha não significa que é proibido guardar marmitinhas para a semana. Nós sabemos bem como essa prática facilita o dia a dia e mantém a alimentação balanceada. Para não prejudicar o fluxo de energia, mantenha a organização dos alimentos, nada de deixar coisas apodrecendo dentro da sua geladeira por falta de cuidado no tratamento com os produtos

Aqui você confere o nosso guia completo sobre o tema. Ensinamos como cada alimento deve ser armazenado e receitas incríveis para manter a dieta sem perder o prazer em comer.

Outro ponto importante é acabar com a camuflagem. Na correria do dia a dia, especialmente na preparação das marmitas para a semana, é comum deixarmos alguma mancha, sujeira ou alimento fora de lugar para “organizar depois”. Isso é camuflagem, não esconda o que está desorganizado. A base do Feng Shui é a harmonia do ambiente e isso não combina com jogar a sujeira para debaixo do tapete. Então, no momento de incidentes, o ideal é colocar a sua cozinha em ordem o mais rápido possível

Outros hábitos fazem a diferença

O lugar onde preparamos as nossas refeições é um dos mais importantes da casa, por isso é essencial deixar as energias negativas do lado de fora. Evite ao máximo brigas e discussões na cozinha, a energia negativa liberada por conflitos e sentimentos ruins pode literalmente grudar nas paredes e até mesmo na comida. A alimentação é para ser um hábito saudável e de conexão entre você e o seu corpo, não uma troca de energias negativas e problemas.

Para você que já nos acompanha há algum tempo, sabe bem da importância de cozinhar com carinho. Esse conceito de alimentação saudável é diretamente extraído do Feng Shui. Como estamos falando de energia, pensamentos negativos podem afetar diretamente a energia presente no alimento. O melhor tempero para a sua refeição é o amor.

Na parte estética, explore ao máximo os seus cinco sentidos. Aromas, cores, texturas e itens que construam um ambiente em que você se sinta acolhido são muito bem-vindos no Feng Shui. Lembre-se que o essencial para você é aquilo que te faz bem.

Este conteúdo foi útil para você? Continue aprendendo em: Conheça o tipo de café ideal para o seu paladar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *